Marina I. Jones Os Executivos Aventura Humana Tecnologia Mundo Rural Colaboradores

sábado, 26 de junho de 2010

Mas quem é este que caminha ao seu lado?

Definitivamente este texto não se encaixa neste blog, e tampouco ele terá o estilo que os meus leitores estão acostumados, mas paciência, não vou criar outro blog, pois corro o risco de acabar tendo mais blogs que artigos.

Há muitos anos, em minha juventude, fiquei fascinado com uns versos de T.S. Eliot, o maior poeta americano, num poema chamado The Waste Land (A Terra Desolada), que reproduzo aqui:

Who is the third who walks always beside you?
When I count, there are only you and I together
But when I look ahead, up the white road
There is always another one walking beside you,
Gliding wrapt in a brown mantle, hooded
...I do not know whether a man or a woman
--But who is that on the other side of you?

Ou em português, procurei a tradução de Ivan Junqueira (perfeita) , mas não encontrei na Net, assim vai a minha mesmo.

Quem é o outro que caminha sempre ao seu lado?
Quando conto, somos apenas dois, lado a lado,
Mas se ergo os olhos e vejo a branca estrada,
Há sempre um outro que a seu lado caminha,
A esgueirar-se, envolto sob um manto escuro, encapuzado.
Não sei se de homem ou de mulher se trata
- Mas quem é esse que te segue a seu lado?

Estes versos certamente foram inspirados numa passagem bíblica, a qual relata o caso de dois apóstolos caminhando com Jesus a seu lado, que podiam vê-lo mas não podiam reconhecê-lo. Outra fonte de inspiração foi a experiência vivida pelo explorador polar Ernest Shackleton , em sua tentativa fracassada de cruzar a Antartida em 1915. Após seu navio (o Endurance) ficar preso no gelo e finalmente afundar, ele partiu, com um grupo de 6 homens, numa jornada de quase 2 mil Km, para buscar ajuda e resgatar seus homens que ficaram para trás, em acampamentos improvisados.Uma epopéia sem par, utilizando um pequeno bote para cruzar o temido Cabo Horn, com suas ondas majestosas de mais de 18 metros de altura e furacões, e sepulcro eterno de incontáveis embarcações que se atreveram a desafiá-lo. Shackleton, um homem decente e destemido, conseguiu a façanha, tendo depois atravessado com seus companheiros, outros quilômetros cruzando geleiras e montanhas, num ambiente hostil e assustador, para finalmente alcançar as Ilhas Georgia do Sul. Conseguiu do governo chileno uma embarcação, e voltou para resgatar com vida, todos os seus homens que ficaram para trás. Sua tenacidade e perseverança não tem par na história moderna, era um homem admirável. Segundo seus relatos, durante sua travessia solitária, ele e seus companheiros sempre sentiam a presença de alguém mais, que não podiam ver, uma presença apenas, e talvez esta presença invisível tenha sido a grande responsável pela força de superação para sua heróica jornada.

Hoje se conhecem mais de 100 descrições de relatos semelhantes, sempre ocorrendo em situações de grande perigo, no Everest, no Mar de Drake, etc. Acabou virando livro por John Geiger( The Third Man Factor: The Secret to Survival in Extreme Environments).

Particularmente, nunca senti esta presença de uma maneira forte, mesmo porque, não me atrevo a aventuras arriscadas, mas às vezes, confesso, posso sentir someone else( alguém mais). Não necessariamente em momentos de perigo, mas naqueles momentos em que a alma se enche de dúvidas e a dor penetra nossos corações. E sentimos, pois a vida é cheia de momentos felizes, mas de repente, vem os momentos cruéis, nos quais achamos, sentimos que não podemos superar, e é neste ambiente cinzento, sombrio e desesperançado, que vem algo mais forte que nós, algo que não podemos entender, e subitamente, nos sentimos leves e sem compreender direito e superamos aquilo que antes nos subjugava de uma forma tão opressiva. E aí, a emoção jorra de todo nosso ser e agradecemos.

Nossa humanidade é movida por forças bipolares, de um lado os que defendem a ciência, do outro, os que defendem o lado espiritual. Infelizmente, o que não raro assistimos, é o extremismo de ambos os lados. Cientistas tentam provar que o fator do terceiro homem, é uma manifestação de forças de nosso cérebro. Chegaram mesmo a aplicar choques em pacientes para provar a simulação de sentimentos de presenças invisíveis. Do outro lado, os religiosos, defendem a manifestação de entidades divinas. Uma eterna disputa, como se isso fosse importante. Não acredito muito em verdades definitivas, em algumas pessoas podem ser manifestações estimuladas por distúrbios neurológicos, mas em outras pessoas definitivamente é alguma coisa além de nossa compreensão.

Durante nossas vidas passamos por diferentes fases e nossa fé varia, pois é submetida a uma incessante corrente de manifestações que nos fazem duvidar da veracidade de alguns acontecimentos bíblicos. Mas, só um tolo acredita que nosso universo, com sua complexidade, se originou de uma simples explosão cósmica que aconteceu por acaso.

Em tudo existe um perfeita ordem, como que seguindo um plano maior, determinado por alguma coisa tão grandiosa que somos incapazes de imaginar.
E à medida que nossas vidas vão fluindo, vamos percebendo aqui e ali, algumas “coincidências” impossíveis de explicar. Parece tudo parte de um plano minuciosamente elaborado, como uma peça musical e que flui aos poucos, revelando uma intrincada e complexa seqüência de andamentos, cada qual, se encaixando perfeitamente e acontecendo no tempo exato. Definitivamente, não são coincidências, mas acontecimentos que há muito tempo atrás estavam definidos.

Não caro leitor, não há teoria do caos que consiga explicar tamanha confluência de acontecimentos meticulosamente sincronizados.

Existe algo mais, que não podemos e não iremos compreender. Um cientista japonês, certa vez, criou a teoria da Terra Viva, na qual ela dizia, que nosso planeta era um ser vivo único, e que tudo que aqui acontece está inter-relacionado para a manutenção e perpetuação deste ser. Certo ou errado, não deixa de ser uma idéia fascinante, e talvez o mesmo possa ser estendido ao nosso universo, como um ser único, cujos acontecimentos estão todos inter-relacionados para sua perpetuação. O Deus, que não sabemos como é, talvez seja a inteligência não corporificada, que rege toda esta orquestra. O que conhecemos da bíblia, foi ali deixado para ser compreendido por nossa inteligência ainda limitada, porém em contínua expansão. Um dia, correremos mais rápido e talvez possamos ter vislumbres desta inteligência magnífica, que anda sempre ao nosso lado.

16 comentários:

  1. Acredito e concordo plenamente com o que escrevestes. O acaso não existe, acredito que somos as notas musicais tocadas pelo GRANDE MAESTRO.
    Adoro ler seus textos...confesso que os do executivo nem tanto rsss.

    ResponderExcluir
  2. Ta vendo, vou descobrindo aos pouquinhos os diferentes gostos dos leitores. Anyway, você é sempre uma leitora especial. beijos

    ResponderExcluir
  3. Lindo!!!!!! A medida que fui lendo, foi como se estivesse vendo um filme...
    Concordo, na íntegra.
    Para mim é Jesus, o filho de Deus...é como as pegadas na areia...
    Mas voce é a unica pessoa que conheço que poderia escrever assim...
    Tenho orgulho de vc. Chamo este artigo de resgate de uma fé. É a volta do filho amado.

    ResponderExcluir
  4. Tenho muito mais orgulho de você, que batalha efetivamente pelo próximo. Suas causas são muito mais importantes para a humanidade que as minhas, que se resumem aos negócios da fazenda e escrever uns artiguinhos de vez em quando. Um beijão

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo! Voce realmente sabe expressar o que esta sentindo e vivendo, concordo plenamente, este seu redescobrimento e mais um milagre em nossas vidas!!!
    TE AMO!!!

    ResponderExcluir
  6. Meu cunhadinho lindo, voce é um homem de qualidades diversificadas, sabe escrever e falar qualquer assunto, também é um homém de muito carater e pesonalidade, mostra diuturnamente que também é religioso pois ai está a sua marca. beijos

    ResponderExcluir
  7. Meu cunhadinho lindo, voce é um homem de qualidades diversificadas, sabe escrever e falar qualquer assunto, também é um homém de muito carater e pesonalidade, mostra diuturnamente que também é religioso pois ai está a sua marca. beijos

    ResponderExcluir
  8. Conhecimento... Seja sendo detentor deste tendo um grande universo de informações ou utilizando o "conhecimento de causa" que a história pessoal oferece, é por meio do conhecimento que vem a inspiração para escrever. Um texto tão profundo e de boa leitura como este só pode vir combinando ambos... muito inspirador.
    Particularmente, assim como no Caminho de Emaús, desde uma infância muito introspectiva, soube reconhecer a presença deste outro que caminha ao meu lado, a quem identifiquei na figura de Jesus, do Espírito Santo.. e a quem chamam força positiva, espírito da natureza, espírito do bem...Gostei muito da forma como apresentou essa presença do Criador, que se manifesta em especial quando nos encontramos em situações extremas onde é nos é revelado nossa condição humana, frente a grandiosidade dessa existência. Acredito que as maiores manifestações dessa presença ocorrem quando se unem a inteligência humana, na busca compreensão da complexidade de Deus e a busca da felicidade nas pequenas e verdadeiras sensações da existência humana - amar, sorrir, sentir, se entregar, ter a sensação de dever cumprido, se sentir em paz.
    Adicionado, o blog no Favoritos. Vou acompanhar.
    E descupe tomar um espaço tão grade no Blog, mas achei pertinente deixar a letra dessa música:

    "O sonho que tive esta noite
    Foi um exemplo de amor
    Sonhei que na praia deserta
    Eu caminhava com Nosso Senhor

    Ao longo da praia deserta
    Quis o Senhor me mostrar
    Cenas por mim esquecidas
    De tudo que fiz nessa vida
    Ele me fez recordar

    Cenas das horas felizes
    Que a mesa era farta na hora da ceia
    Por onde eu havia passado
    Ficaram dois pares de rastros na areia
    Então o Senhor me falou
    Em seus momentos passados
    Para guiar os seus passos
    Eu caminhava ao seu lado


    Porém minha falta de fé
    Tinha que aparecer
    Quando passavam as cenas
    Das horas mais tristes de todo o meu ser

    Então ao Senhor reclamei
    Somente o meu rastro ficou
    Quando eu mais precisava
    Quando eu sofri e chorava
    O Senhor me abandonou

    Naquele instante sagrado
    Que ele abraçou-me dizendo assim
    Usei a coroa de espinhos
    Morri numa cruz e duvidas de mim
    Filho, esses rastros são meus
    Ouça o que eu vou lhe dizer
    Nas suas horas de angústia
    Eu carregava você"

    Pd. Antônio Maria

    ResponderExcluir
  9. Daniel, grato pelo seu comentário. Você deveria criar um blog também, escreve muito bem. abraços

    ResponderExcluir
  10. Obrigado minha cunhada que não se identificou, você é muito generosa.

    ResponderExcluir
  11. Pai,

    Ja li este texto um milhão de vezes e não me canso...

    Tive o privilegio de sentir esta terceira pessoa uma vez bem forte em minha vida....e é realmente gratificante poder sentir algo tão especial...saber com certeza que há sim um Deus, um ser de amor...

    Karen A.

    ResponderExcluir
  12. Obrigado meu nenen. Se ele te fez bem já valeu a pena. beijos

    ResponderExcluir
  13. Meu sábio velho que nao tem nada de velho...preciso ler voce, não se feche, pelo menos eu tenho certeza, preciso ler você. Te amo, como no primeiro olhar...no primeiro dia...

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito! Obrigada...
    O Jugo do Mundo

    "Porque o meu jugo é suave e meu fardo é leve"
    (Jesus)

    Diante das dificuldades que a vida nos apresenta,
    temos por vezes, vontade de sumir, buscar uma saída
    a qualquer custo e caímos nas armadilhas
    do "jugo do mundo".

    Como o que se envolve em dificuldades financeiras
    e busca as "facilidades da agiotagem",
    ou envolve-se com o crime.

    Como a mulher que engravida e consegue mil
    desculpas para o aborto.

    Como o doente de doença grave ou terminal que
    busca no suicídio ou na eutanásia, a fuga do problema.

    Como a pessoa que sofre uma "traição" e resolve dar
    o "troco" com a mesma moeda.

    Como quem abandona os pais idosos em um asilo
    querendo acreditar ser o "melhor" para eles.

    Como quem abandona seu animal de estimação
    nas ruas, ou aquele que se julga ofendido e nunca mais
    fala com um parente que nem teve tempo de se explicar.

    Como quem cultiva o ódio por outra pessoa,
    por se julgar uma vítima infeliz.

    Como aquele que se julga injustiçado pela sociedade
    e planeja todos os dias, uma forma de vingança.

    Pobres cegos, pobres sofredores...

    Atitudes que parecem corretas ao mundo que ainda
    prefere a velha lei de Talião;
    olho por olho, dente por dente...
    Enquanto a voz de Jesus ainda ecoa pelos tempos:
    Perdoai sete vezes setenta a quem te ofendeu.

    Pois suportando o jugo de Jesus, a futura mamãe,
    que contra tudo e contra todos, resolve ter o seu filho,
    tem ali o amparo na velhice e conhece o maior amor
    que é possível na face da Terra, o amor filial.

    O endividado que aprende com seus próprios erros,
    descobre a humildade e a capacidade de transformar
    problemas em soluções.

    O doente terminal, suportando a dor, recebe dos
    familiares e amigos o amor que balsamiza as feridas,
    descobre no leito o carinho dos que realmente o amam
    até a libertação natural do espírito da carne.
    Deixa saudades eternas...

    E assim, cada um que aceita as provas que a vida traz,
    amparado pela lição sublime do Mestre, encontra forças,
    por vezes inexplicáveis para os homens de pouca fé,
    que levam pessoas a sairem de situações terríveis para
    a vitória incontestável dos que esperam em Cristo.

    Antes de aceitar os conselhos do mundo, ouça Jesus
    falando ao seu coração:

    "Eu vim para que todos tenham vida, que todos
    tenham vida plenamente" (Jo 10, 10)

    Não caia nas tentações das "facilidades do mundo",
    levante a cabeça e persista na luta diária, com fé,
    esperança e amor.
    A vitória já é sua!

    (Autor: Paulo Roberto Gaefke)

    ResponderExcluir
  15. Voce é sabio,és gigante,e serne, duro quando presisa, és o esteio de seu lar,com suas 3 filhas conversa de igual para igual,portando elas confiam em voce,deus mandou voce para curitiba pois a edith não aquentaria passar o que voce passou ai como contaste em sua narração. Sou sua fã. beijos grude.

    ResponderExcluir
  16. Meu amigo,
    Estou perplexo em constatar mais uma vez em minha vida como pensamos de maneira semelhante.... Roger, definitivamente nossas videos tem que ter seus caminhos cruzados, percebo uma sintonia inexplicável, como sentia quando me sentava ao seu lado no trabalho. Quer criar gado lá no Texas?? Rs.... Eu to indo embora com esse projeto de mudar a vida das pessoas... E como vai ser bom ter vc por perto.... Será que te convenço?? Super abração

    ResponderExcluir