Marina I. Jones Os Executivos Aventura Humana Tecnologia Mundo Rural Colaboradores

domingo, 11 de julho de 2010

Torrente de Emoções (by Rogerio Rufino)

Estes últimos dias foram os mais sombrios em toda minha vida e ao mesmo tempo, os mais cheios de alegria e esperanças. Cheguei em Curitiba numa tarde fria e cinzenta, dois dias antes da infusão da nova medula em minha filha Kelly. E por uma daquelas incríveis coincidências, que parecem orquestradas, cheguei no momento exato, pois minha esposa acabara de se gripar, e não poderia acompanhar a Kelly nos próximos longos dias que culminavam com o procedimento de introdução da nova medula, a nova vida em minha filha, graças a uma destas pessoas admiráveis, que doam 10 ml de sua medula para salvar vidas.


No dia seguinte fiquei com a Kelly, a tarde quase toda, e acho que foi o dia mais difícil na vida dela. Ela sabia, que no dia seguinte ela receberia sua nova medula óssea, e que tudo poderia dar certo ou não. A angústia da espera para algo imprevisível e desconcertante, uma experiência que eu nunca passei e a maioria de nós nunca passará. Vivemos despreocupadamente, pois nosso futuro é imprevisível, mas naquele momento, acho que em sua cabecinha, ela se sentia como que entrando num vôo cego e desgovernado, sem nenhuma garantia de se chegar ao seu final.


Ela permanecia forte, as vezes chorava, mas sempre forte, a Kelly que aprendi a admirar mais que qualquer pessoa neste mundo, pois sempre conviveu, com tranqüilidade, com o fantasma de um fato, de que sua medula mais cedo ou mais tarde iria parar de funcionar. Não havia como se esquivar ou fugir diante disto, e ela fez aquilo que a maioria de nós talvez não conseguisse, enfrentou e adiou o mais que pode, a falência inevitável da sua medula, levando uma vida praticamente normal, sem choros, reclamações, estudando, se formando e trabalhando desde os 17 anos.


Nos últimos anos, viveu com níveis de hemoglobinas baixíssimos que deixariam a maioria das pessoas de cama, sem forças para caminhar e níveis de neutrófilo abaixo do limite mínimo aceitável, no qual as pessoas têm que se internar para não sucumbirem a infecções. E curiosamente era a que menos gripava na família, outro fato sem muitas explicações a não ser claro, a sua própria força, a firmeza de sua inabalável fé.


Certamente não é uma pessoa comum, faltou-lhe algo, uma medula perfeita, mas foi recompensada com beleza, inteligência, generosidade, caráter e uma vontade de viver sem igual.


Naquela tarde, um dia antes da infusão da nova medula, fui tomado por um daqueles momentos em que a emoção irrompe sem controle e não podemos nos conter. Já a tardezinha, próximo ao final do horário de visitas, ela olha nos meu olhos e diz:


-Pai você vai me deixar?


E chora de maneira tão profundamente triste, mais triste que a propria tristeza, que eu não gostaria que o amigo leitor um dia experimentasse algo semelhante.


Nunca me senti tão impotente, e o máximo que pude fazer foi passar as mãos em sua cabeça e dizer que eu não ia deixá-la nunca. Não podia chorar, eu não tinha este direito, mas aquilo me corroeu totalmente e naquele momento eu sabia, eu podia compreender toda dimensão do meu amor , bem como toda minha fragilidade, minha limitação de ser limitado no tempo e no espaço.


Não pude, finalmente, conter as lágrimas, neste momento ao relembrar de seus olhos, como que pedindo um socorro, naquele instante.


No outro dia, ela estava mais calma, acho que todo o choro do dia anterior lhe deu as forças necessárias. Eu não tive escolhas, só precisava me manter aparentemente calmo e seguro, mas não estava.


Mas tudo correu bem, a medula começou a gotejar lentamente em suas veias as 10:40 da manhã e só foi parar de correr 12 horas depois, e uma nova vida se iniciou. O processo é semelhante a uma transfusão de sangue. E todos foram se acalmando.



Umas três horas depois, alguns sustos. Primeiro sangue, mas que felizmente não era na urina, mas sim devido a um corrimento natural provocado por um inicio de menstruação, mas tinha que acontecer exatamente naquela hora?


Logo depois, um início de dor de cabeça e aumento gradativo da pressão, até que ela, já chorando, me diz :


- Pai a dor está muito forte...


Chamei as enfermeiras e elas disseram que a médica já vinha, todos eles em emergências, algo que não queremos mas temos que entender. Mas ela chorava e no momento que ela me disse sentir uma pressão no peito, o máximo que consegui foi dizer para a enfermeira:


- Moça traga uma médica já ou ela vai enfartar em meus braços.

Felizmente a médica veio na hora, e com toda calma disse, que a pressão não era preocupante, e era um acontecimento absolutamente normal durante uma infusão.Mas aquela longa jornada noite adentro ainda deu nos mais alguns sustos, mas felizmente, todos eles, apenas relacioados com a pressão arterial e dor de cabeça.

Foram os momentos mais duros que já experimentei, pois o desconhecimento exagera nossos temores e como Miguel de Cervantes disse:

“O medo tem muitos olhos e enxerga coisas nos subterrâneos.”

Hoje passados 4 dias depois da nova medula, Kelly está ótima, sem quaisquer sintomas, graças a sua força indescritível e aquele que anda sempre ao nosso lado. Isto aliado a excelência do Hospital das Clínicas de Curitiba, onde cada paciente possui sua enfermeira, que visitam seus paciente com pontualidade britânica e atenção especial, nos dando uma tranquilidade e firmeza para o futuro.
 This article is copyright to the author and may not be reproduced without permission.

21 comentários:

  1. Pai, nao tenho palavras para descrever o que senti quando li seu depoimento, pude reviver tudo novamente, pelo seus olhos, voce e uma pessoa, um pai maravilhoso. Voce e minha mae me deram a base para ser quem eu sou, so tenho a agradecer a Deus pelo presente de ter voces em minha vida.
    Muito obrigada pela oportunidade de ter voce como pai! TE AMO!

    ResponderExcluir
  2. Sr.Rogério, ser pai é carregar no peito esse coração que grita CÉU, ser pai é carregar nos ombros o filho que apesar de grande por fora é pequeno por dentro, ser pai é estar e ser a própria transpiração de DEUS PAI! 100 palavras...li, rezei e chorei, com saudade de meu pai que já está com o Pai do céu...e disso que todo mundo precisa de lugar chamado Pai. Um grande abraço de além mar, estou rezando por vocês com todo amor! Irmã Selma

    ResponderExcluir
  3. Não consegui antes postar aqui,então usei da kelly,fiquei emocionada, é por isto tudo que acho voce,o melhor pai do mundo,pois suas filhas assim proscedem pois tem exemplo de pai que voce. é. beijos cunhada grude

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Tio Rogerio ao ler seu depoimento me deu uma inveja danada de poder ser um pai pelomenos semelhante a que voce é.
    Mas é por isso e outras muitas coisas que tenho voce em um lugar especial em minha vida.
    Minha admiração por voce, tia Edite e em especial nos ultimos anos pela Kelly (Marina e karem tambem, sem ciumes), nao é atoa que tenho vocetambem assim como meu pai como espelho.
    E sei que em particular tenho semelhaças com voce a qual nem todos sabem como nos sentimos...
    Conte sempre com seu sobrinho tosco e emburrado.
    Muita força neste resto de recuperação e sei que tudo será recompensado com tudo de bom que ainda irá acontecer com voce , e sua familia.
    Estamos rezando, torcendo e aguardando anciosos com a recuperação de todos voces.
    Fiquem firmes ,pois depois da tempestade com certeza virá a bonanza.fiquem com deus e continuem firmes na fé que a kelly tem.
    Um forte abraço e beijo a todos.
    Nóslen Ferreira Lucio (Seu sobrinho predileto, hihihihi)

    ResponderExcluir
  6. Querido PAI:
    "De Deus herdaste o nome.De Deus recebeste a missão maravilhosa de co-participar na obra da criação.
    Tua figura nos infunde coragem.A convicção de que no mundo não há só trevas,porque na terra existe ALGUEM capaz de AMAR.
    És tu, pai, que nos dizes isto:
    Com o silêncio de tua vida,
    com a honestidade do teu trabalho,
    com a tua oração,com a tua dedicação total".

    Tua presença Rogério ao lado de KELLY é um sinal do "PAI NOSSO QUE ESTÁ NO CÉU!,como a brisa suave dando-lhe AMOR. Tua presença é como a de JESUS no barco da vida,que acalma e dá coragem e vigor à KELLY.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Este é meu pai!! não preciso dizer mais nada!!! AMO VC!!

    Karen A. Rufino

    ResponderExcluir
  8. Rogerio, Deus nos da forças que a gente não imagina que temos.
    E o nosso maior tesouro são os nossos filhos. Você é um excelente pai assim como seu irmão.
    Muita luz, esperança e muitas alegrias.
    grande abraço
    Noemia

    ResponderExcluir
  9. Oi Tiooo!!!

    Nem preciso dizer que a emoção é grandiosa e não contive em lágrimas...

    As vezes,nos sentimos como pais uma impotência sem tamanho para resolvermos os problemas,as frustrações,as desilusões e tudo que nossos filhos sentem.Mas a IMPOTÊNCIA nada mais é do que FORÇA que se é sintetizada pela pura e irresistível vontade de que tudo aquilo que os nossos filhos sentem de ruim,seja transmitido de alguma maneira para nós.

    Todos nós passamos por determinadas provações,e sempre também derrotamos o que nos faz sofrer e ao olharmos para trás e virmos o que nos aconteceu,conscientizamos que há realmente uma força tremenda capaz de recuperar nosso sofrimento e renovar nossos passos para o futuro que vier.

    Pode ter certeza de que a fé da Kelly não é só ela que possui,e sim,todos nós que acompanhamos e sabemos quão grandiosa é a força dessa filha de Deus.

    Fique com Deus e que ELE sempre te abençoará!

    "...Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e levou as nossas doenças."(Mateus 8:17)

    Ludi

    ResponderExcluir
  10. Nosso muito obrigado a todos pelo carinho e forças que tem dado a recuperação da Kelly.

    Em especial ao Noslen, pois sem seu lap top que gentilmente nos enviou, não poderíamos nos comunicar tão frequente e postar os vídeos da Kelly para todos.

    ResponderExcluir
  11. Sogro, descobri que você não fala muito pq guardou tudo para a escrita.... rsrsrsrsrs.
    Mas agora, falando sério: você realmente emocionou a nós todos com suas palavras. Impressionante coseguir descrever desta forma os sentimentos armazenados durante todo este tempo. Praticamente todos os que leram seu texto se emocionaram, inclusive eu. Fico até sem palavras para dizer tudo que passou em minha cabeça e em meu coração no momento que li.
    Fico orgulhoso de ter um sogro e uma sogra como vocês e espero poder amar a Kelly durante nossa vida juntos da mesma forma que vocês a amam (ou pelo menos de forma parecida).
    Estou aqui em Udi, mas presente aí em Curitiba no pensamento e no coração. Não temos nos falado (pois minhas atenções acabam ficando mais voltadas a Kelly), mas saibam que estou pensando em vocês também.
    Continuem repassando sua fortaleza à Kelly, para que ela continue forte, como sei que ela é. Em breve estaremos todos juntos novamente.

    Um grande abraço do seu genro!
    Otavio

    ResponderExcluir
  12. Rogério, vc não me conhece, mas não poderia dexar de dar uma palavrinha aqui.
    Você realmente emocionou muita gente, seu depoimento é maravilhoso. Kelly tem muita sorte por ter um pai tão bom, que a ama tanto...
    Sou amiga da Kelly e tbem conheço Maria Edithe. Gosto um pocado de sua filha, tenho rezado e torcido muito por ela e tbem por vocês, pais. Como mãe avalio um pouco, só um pouco do que estão passando. Quero parabeniza-los pela filha maravilhosa e tbem por vocês a mãe e o pai maravilhosos que descobrimos que kelly tem. Ela é forte, firme, ta aguentando esta barra toda, mas vocês dois estão do lado dela o tempo todo aguentando tbem tudo isso, e como vc disse, sem poder colocar nada para fora. Que Deus esteja com vocês o tempo todo, dando-lhes muita força e confiança. Vocês merecem. Um abraço carinhoso e um beijinho especial na Kelly e na Maria Edithe.

    ResponderExcluir
  13. Obrigado a todos voces, hoje em especial quero dizer ao meu genro Otávio que eu imagino a seguinte cena: Há seis anos, Deus sentadinho numa cadeira de balanço coçou a barba e disse: vou enviar para esta garota (Kelly) não só um excelente moço mas uma família explendida, levantou o dedinho e apontou para vocês. É isto que eu acho realmente, vocês são belos por fora e por dentro, vc tem pais e irmãos maravilhosos, e eu agradeço todos os dias por voces existirem e participarem das nossas vidas.
    Amo você genro!

    Edith

    ResponderExcluir
  14. Concordo com o Otta... agora sei pq o tio Rogerio não conversa... pq ele vai guardando tudo p escrever depois... a neim... to chorando até agora. Eu custei te perdoar... daquela unica frase q vc me falou la na sua FAZENDA, lembra?!: "... achei q vc ia levar um pedaço das minhas terras...". Agora vc me faz um texto destes... este n vai dar p esquecer, viu??? Tia Edith, tb n esqueço nunca de vc, tá!? Principalmente, qdo falou p Kelinha me levar p sua casa só p vc me mimar, pq eu tava carente. Isso não tem preço!!!
    Um enorme abraço e beijosss p vcs!

    ResponderExcluir
  15. Leticia Magalhães9 de agosto de 2010 09:22

    Sou amiga da Marina (PET)...e entrei pra ler! Me emocionei com os textos e com os depoimentos! A família realmente é nossa base, apoio e motivação!
    Fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  16. Roger meu amigo....eu não sabia do ocorrido, e fiquei profundamente emocionado com seu relato... Estou num hotel sozinho no RJ neste momento, tive ligar pra minha esposa pra te elogiar mais uma vez. Foi a forma que encontrei de jogar para o universo a energia que senti ao tomar conhecimento de suas palavras.... Amigo, parabéns por ser quem é! Preciso te encontrar meu amigo!

    ResponderExcluir
  17. Maria Adélia Teixeira da Silva14 de outubro de 2010 00:34

    DEUS ABENÇOE VOCÊ E A SUA FAMÍLIA KELLY,VOCÊ É UMA VITORIOSA,AINDA VAI DAR FORÇA PARA MUITAS PESSOAS.PAZ E LUZ.
    Maria Adélia.

    ResponderExcluir
  18. hoje quando lemos isto tudo, e sabendo que um anjo presisa aparecer mais uma vez em nossas vidas, para dar vida anossa Karen, e tenho fé em deus que também vai ser sucesso. tia grude fatima

    ResponderExcluir